top of page

Dependência química, quando procurar ajuda ???

A Dependência Química é uma doença mental caracterizada, entre outras coisas, por um desejo irresistível de usar drogas. Essa total falta de controle sobre os comportamentos é conhecida como compulsão. O que a maioria das pessoas não compreende é o fato de que pessoas com esse transtorno não param de usar drogas por não conseguirem, e não, simplesmente porque não querem.

Infelizmente, a doença mental é muito pouco conhecida para o grande público. É muito comum pensar na doença como algo físico, que se pode ver ou sentir. Mas e quando a pessoa não percebe? A dependência química é uma doença sutil e de difícil detecção que, aos poucos, vai distorcendo o caráter do dependente e adoecendo também os que estão à sua volta.

Por vivermos em uma cultura de drogas, é comum ver pais e cônjuges esperando a “fase” ruim passar. Pedem desesperados ao dependente de álcool ou drogas a promessa de que nunca mais usará. Mas a fase não passa e as promessas nunca são cumpridas. Ainda assim, as pessoas próximas tentam explicar que não pode, que faz mal, que estão falindo com as constantes perdas de carros, cursos inacabados, vendas de aparelhos eletrônicos, roupas e de tudo dentro de casa que pode gerar dinheiro.


Dependendo do caso, se a pessoa aceitar o tratamento, é também indicada uma internação em uma comunidade terapêutica ou clínica voluntária. Mas se a pessoa se recusa a aderir a qualquer tratamento, uma internação involuntária (sem sua aceitação) ou compulsória (judicial) faz­se necessária. Essa decisão deve ser tomada se a pessoa apresenta alguns dos sintomas abaixo:

1) compulsão, ou seja, dificuldade em controlar o consumo da substância apesar das conseqüências danosas;

2) síndrome de abstinência com quadros de sudorese, tremor nas mãos, insônia, náusea ou vômitos, alucinações, agitação psicomotora, ansiedade e convulsões;

3) tolerância, que é o aumento da quantidade para obter o mesmo efeito anterior;

4) abandono de outros interesses em prol do uso da substância.

Esses são os sintomas da dependência química e indicam que a pessoa está doente e nãopossui mais controle sobre sua vontade. Decidir pela internação geralmente é mais difícil para a família que para o próprio paciente, mas é uma medida necessária e, muitas vezes, é a última chance que a pessoa tem de entrar em recuperação e salvar sua vida.

(*) Sinais para procurar ajuda:

­ Achar ou saber por outros sobre o uso de drogas do filho ou cônjuge.

­ Ter casos de dependência química na família (pais, tios ou avós).

­ Depressão ou crises de ansiedade.

­ Reação desproporcional a críticas reais ou imaginárias.

­ Dificuldades para cumprir compromissos e horários.

­ Incidentes, faltas injustificadas ou demissão do trabalho.

­ Abandono da escola ou faculdade.

­ Brigas ou acidentes de trânsito.

­ Acúmulo de dívidas ou contas a pagar.


A CLÍNICAS PLENUS é uma clínica de recuperação e reabilitação com mais de 10 anos de experiência. Oferecemos excelência e confiabilidade na prestação de serviços aos nossos pacientes com transtornos, dando ênfase em dependentes químicos e suas famílias.


Agindo sempre com muita responsabilidade, buscamos trazer a otimização no tratamento com conforto e segurança, tanto à família, quanto ao paciente. Criamos uma metodologia que atende o paciente de forma específica, focando no plano terapêutico.


clinica de reuperação em campinas

clinica de reuperação em mogi guaçu

clinica de reuperação em limeira

clinica de reuperação em valinhos

clinica de reuperação em jundiai

clinica de reuperação em sorocaba

clinica de reuperação em suzano

clinica de reuperação em sp

tratamento para dependentes quimicos

dependencia quimica tratamentos


29 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page